31.3.11

Lembrando os fenômenos de Licantropia




Falando das obras magistrais de André Luiz, particularizamos seu belo livro LIBERTAÇÃO, lembrando os fenômenos de Licantropia, que é um problema de sintonia. Onde colocamos o pensamento, aí se nos desenvolverá a própria vida. O nosso tesouro está onde está o nosso coração. Recordamos Nabucodonosor, o rei poderoso, a que se refere a Bíblia, que, nos últimos sete anos de existência, viveu sentindo-se animal. Andava de quatro e comia ervas rasteiras ou roía ossos como um cão.

E Chico, citando André Luiz, estendendo-se em considerações interessantes, citou-nos casos outros de Licantropia, inextrincáveis, ainda, para a investigação dos médicos encarnados, conforme ponderou o esclarecido autor de NOSSO LAR, dizendo-nos:

- Andando, às vezes, por aqui e por ali, encontro-me com vários irmãos e neles, observando bem, descubro em cada qual duas fisionomias, uma que tem e outra que molda com seus pensamentos e, sentimentos... Por isto, vez por outra, vejo moças, com fisionomias angelicais, e, nos elementos plásticos de seus perispíritos, cobrinhas, aranhas, gatos, etc., simbolizando-lhes as tendências... E também observo em fisionomias fechadas, carrancudas, feias, pássaros, libélu­las, carneiros, pombas mansas... Isso acontece comigo mesmo, pois descubro muitos animais em mim próprio...

Como colaboração ao belo assunto, lembramos-lhe um lume a que assistíramos, há tempos:

- O PINTOR DE ALMAS. O filme revelou um caso verídico da História e o pintor existiu.

De uma feita, pintou o retrato de uma Imperatriz e a fez menos bela do que era e até com sinais grosseiros no semblante.

Com a sua dama de companhia, fisicamente feia, pintou-a diferente, bela. Chamado a explicar-se, justificou-se dizendo:

- Vejo-as assim, espiritualmente. Uma a meu ver, é feia e má, a outra, bela e caridosa. E dizia uma verdade. O Chico deu uma de suas gostosas gargalhadas e mudamos de assunto, receiosos de que o vidente de Pedro Leopoldo observasse, escondido em nós, algum animal ferocíssimo...


Livro: Lindos Casos de Chico Xavier - 66
Ramiro Gama

bjs,soninha



Nenhum comentário: