13.3.11

O Substrato da Violência




Muitas donas de casa gostam de plantar cebolinha,coentro,pimenta etc,em pequenos xaxins,caqueiros ou canteirinhos,para o seu uso domicilair,e ela sabe que a terra onde estas plantas sobrevivem deve ser uma terra de boa qualidade e que muitas vezes deve ser utilizado algum tipo de adubo orgânico a fim de melhorá-la pois é sabido e notório que planta alguma,em tempo e/ou lugar .jamais medrou sem que lhe fosse oferecido um bom substrato.

Assim é também com a violência!

Ela somente vinga e floresce se encontrar substrato adequado na nossa alma.

Quando a mídia invade os nossos lares mostrando-nos a absurda e maquiavélica arte da violência atingindo crianças,jovens,adultos e idosos com requintes de crueldade, nós ficamos pasmos diante destas mentes que parece-nos de outros planetas ou de outras raças que não a humana à qual nós mesmos pertencemos.

Mas se nos lembrarmos que somos espíritos temporariamente ligados ao corpo físico em processo evolutivo e que o nosso planeta Terra de provas e expiações caminhando a passos largos para a categoria de planeta de Regeneração,nem cabe a nossa indignação tendo em vista que nós mesmos já cometemos as mesmas ou piores violências quando ainda estagiávamos nos primeiros passos da nossa escalada evolutiva, e éramos o substrato ideal para que a violência tomasse corpo e vingasse no meio social. Sem este substrato ela jamais teria existido!

Não nos cabe julgar nem emitir sentenças aos que ainda estão nesta fase!

O que hoje não mais praticamos deve-se ao fato de já estarmos num patamar evolutivo no qual tais ações já não mais nos seduzem por sabermos irem de encontro às Leis Morais que regem a Vida,Leis estas que promanam de Deus. Isto não quer dizer que somos "melhores" do que os nossos irmãos que ainda estagiam em patamares onde a moralidade engatinha e,em assim sendo, têm as suas vidas guiadas por pensamentos e ações que causam estupor social.Não mais praticamos,é verdade,mas já praticamos no passado....

Todos evoluiremos,esta é a Lei à qual nós,Espíritos encarnados e desencarnados estamos sujeitos.A Lei da Evolução!

Compreendamos que Deus nos dotou de livre arbítrio para que espírito algum tivesse privilégios sobre outro e para que possamos ser o construtor do nosso destino sabendo sempre que podemos semear a semente que quisermos mas teremos de colher o seu fruto correpondente,correndo o risco de nem mesmo colhermos fruto algum se não soubermos escolher bem a qualidade da nossa semente a ser semeada.

A Violência choca?! Claro que sim.

Muitas vezes assistindo TV, tenho visto tanta barbaridade que me pergunto se é mesmo possível tudo que vejo estar acontecendo,quando o meu censor que é a minha consciência adverte-me que também já fiz muitos sofrerem em outras existências e que no momento compete-me orar pelos que atravessam tais dificuldades,verdugos e vítimas.

Esta semana assistindo um documentário em determinado canal,abordavam a infância de um homem,o seu crescimento e as arbitrariedades cometidas pela sua mãe sobre a sua personalidade, e que os psicólogos julgam terem influenciado para que ele se tornasse homem e passasse a matar outro ser humano,estocar a carne em refrigerador para se banquetear em atitudes de requinte grosseiro,por dias e dias.

Cheguei a me perguntar: será possível isto meu Deus?!

Calei-me imediatamente pois me sei devedora,falível e imperfeita e,se não mais me alimento de carne humana no estágio evolutivo no qual me encontro,ainda mato a esperança de alguém quando pronuncio palavras impensadas no momento em que este alguém espera de mim palavras de estímulo e esperança.

Do ponto de vista espírita a violência tanto física quanto psicológica não perde a sua conotação de crueldade desnecessária mas,com o entendimento que já possuímos da nossa trajetória de espírito em evolução,somos capazes de enxergá-la sob a ótica da misericórdia que o nosso Mestre Jesus pediu que tivéssemos uns para com os outros e da qual somos alvos do nosso Deus Maravilhoso,todos os dias da nossa vida.


Blogagem Coletiva: Blog Fábrica de Letras

TEMA: Violência.






Clique no link ou no banner e participe!

bjs,soninha


Um comentário:

Briseis disse...

Está muito bem apontado e explicado... mas eu não acredito nisso. Não é assim tão linear. E não podemos aceitar NUNCA a violência, mesmo que tenhamos a crença de que é um estágio, uma fase. Não concordo. E a fábrica tem isto de bom. Pôr ideias diferentes em confronto... =)