11.12.10

PROGRESSÃO DA ALMA ANIMAL XI




(...) seguem-se, na ordem do desenvolvimento dos órgãos, da atividade vital e do instinto, os helmintos ou vermes intestinais; os moluscos, animais carnudos sem ossos, alguns deles nus, como as lesmas, os polvos, outros (Revista Espírita, julho de 1868, p. 201:Desenvolvimento da teoria da geração espontânea) providos de conchas, como o caracol, a ostra; os crustáceos, cuja pele é revestida de uma crosta dura, como o caranguejo, a lagosta; os insetos, aos quais a vida asso-me prodigiosa atividade e se manifesta o instinto engenhoso, como a formiga, a abelha, a aranha. 




Alguns se metamorfoseiam, como a lagarta, que se transforma em elegante borboleta. Vem depois a ordem dos vertebrados, animais de esqueleto ósseo, ordem que abrange os peixes, os répteis, os pássaros; seguem-se, por fim, os mamíferos cuja organização é a mais completa. (A Gênese - Cap. X - Perg. 24)




Comentários: Os cientistas Peter Tompkins e Christopher Bird demonstraram existir alguns rudimentos de instintos em plantas, que se assemelham a dos animais, em que são mais distintos e desenvolvidos. Os vermes, os moluscos; Os artrópodes são os representantes dos animais mais evoluídos a partir daqueles mais primitivos, mas depois destes há os vertebrados e dentre eles os mamíferos que são os mais evoluídos (quando usamos este termo "evoluídos" estamos nos referindo à evolução de acordo com ciência e não com o espírito).


Marcel Benedeti

fonte: site Comunidade Espírita

bjs,soninha


Nenhum comentário: