30.1.11

Soneto Ideal do Caboclo,


 
SONETO IDEAL DO CABOCLO

prá minha filicidade,
um bão fandango por dia
e um pala de qualidade.

Pórva, espingarda e cutia,
Um facão fala-verdade,
E uma viola de harmunia,
Prá mata minha sodade..

Um rancho na bêra dágua,
Vara de anzó, pôca mágua,
Pinga boa e bão café.

Fumo forte de sobejo;
Pra cumpretá meu desejo,
Cavalo bão e muié...

Cornélio Pires



Soneto escrito em 1910, aos vinte e seis anos de idade 
quando lançou o seu primeiro livro "Musa caipira".

bjs,soninha


Nenhum comentário: