17.6.11

Lendo Nomes


Visitamos o simpático casal Lauro e Dayse Pastor Almeida.

Ambos admiram o Chico com bastante sinceridade. Sabem alguns casos lindos do Médium, e, por isto, fomos visitá-los.

Dona Dayse conta-nos o que lhes sucedeu ao verem o Chico pela primeira vez, quando visitavam Belo Horizonte:

- Tínhamos uma vontade imensa de conhecê-lo. Mas acha­mos isto tão impossível que nada tentamos para ir a Pedro Leopoldo. Mas, uma noite, às vésperas de regressarmos ao Rio, quando Lauro Pastor acabara sua conferência, finalizando a Semana do Livro Es­pírita, é que vimos o grande Médium sentado junto aos que com­punham a mesa da magnânima sessão. Quando tudo terminou, es­pontâneamente, vem ao nosso encontro o Chico, numa atitude tão simples e tão fraterna, como se nos conhecesse há anos. Olha para mim e pronuncia meu nome: D. Dayse.

Delicadamente corrijo-lhe a pronúncia, verificando que nada sabe de inglês. E ele, natural e humildemente, justifica-se:

- É que estou lendo seu nome como ele é escrito.

Mais tarde, verificamos que, de fato, olhando às pessoas, lê seus nomes..

Na sessão do “LUIZ GONZAGA” chegam irmãos que passaram anos sem vê-lo e ele, Chico, lhes pronuncia os nomes, particulariza casos, como aconteceu com o Cadete Uliséia, a quem só viu uma vez. Decorridos três anos, quando o viu entre muitos, citou-lhe o nome, o que surpreendeu e encantou o jovem militar espírita. Agradecidos ao querido casal pela dádiva que nos deu, escreve­mos-lhe no “álbum”, à saída:


Com Jesus e por Jesus
Entramos na sua casa,
Sentindo que nos abrasa
Sua Paz interior.

Ave, Cristo, bendizemos.
Dizendo de coração:
Que vivam nesta Oração
A Tarefa do Senhor. 

Livro: Lindos Casos de Chico Xavier - 59
Ramiro Gama

abçs,soninha

Nenhum comentário: